História da Cidade de Cosenza

COSENZA (CS Cosenza)

CALABRIA

Latitude: 39º 18´ 0´´ N
Longitude: 16º 15´ 0´´ E (1)
Altitude: 238 m s.l.m.
Superfície: 37,2 Km 2
Habitantes: 72.998 (área urbana 1160.000 aproximadamente) 2001
Densidade: 1940 ab./Km2
Fração: Borgo Partenope, Sant’Ippolito, Donnici
Municípios Próximos: Aprigliamo, Casole Bruzio, Castrolibero, Dipignano,Mendicino, Paterno Calabro, Pedace, Piane Crati, Pietrafitta, Rende, Rovito, Trenta, Zumpano
CEP: 87100
Prefixo tel: 0984
Código ISTAT: 078045
Código cadastro: D086
Nome habitantes: cosentini
Santo Padroeiro: Madonna Del Pilerio
Feriado: 12 fevereiro
S. Francisco di Paola Santo Da Calabria: Festa 2 de Abril
Cidade Nobre historicamente di grandes filosofias e famílias de Brasão.

Cosenza - Um dos municípios mais antigos de Calabria, com aproxidamente 73.000 habitantes é capital da economia homônima capital e sede arcebispal. A área urbana da cidade com os vários municípios antigos – entre os quais "Rende" é situada a cidadela dell’Unical (Universidade Calabria)- conta aproximadamente 160.000 habitantes.

Cosenza, que é a 79º cidade italiana por número de habitantes, é dita também "l’atena de Calabria" por conta de seu passado cultural Vedi Bernardino Telesio, a academia Consentina, por exemplo, é uma das primeiras academias fundadas na Itália. Agora hoje Cosenza permanece uma cidade cuja arte e culturas submergem bem as próprias raízes: os vários museus, os inumeráveis eventos temáticos, as tantas bibliotecas entre elas a biblioteca nacional (única em Calabria) e a universidade próxima são testemunhas. Cosenza é a cidade melhor organizada urbanamente de Cantabria, e pode exibir um centro histórico tanto antigo quanto bem valorizado. Historicamente desempenha o papel de capital di Bruzi (ou Bretti) e em seguida de Cantabria Citeriore (ou Calabria Latina).

HISTÓRIA

As origens da cidade (século IV A.C) ressaltam o momento no qual a cidade se torna estratégica pelo povo di Bruzi (a palavra Bruzio na antiguidade significava ‘’ servo’’ ou ‘’escravo’’). Freqüentemente na cartografia antiga a cidade vem indicada com o nome de ‘’ Consentia’’ ou ‘’Cosentia’’. Efetivamente a denominação ‘’Cosenza’’ deriva de ‘’consenso’’ que as antigas cidades de Bruzio deram em 356 A.C que a mesma se tornaria sua capital.

Durante o domínio romano, Cosenza chega a uma estação da via ´´ab Regio’’ a ´´Capuam’’, melhor nota como via Popilia (ou via Annia). Em 331 A.C nas imediatas proximidades de Cosenza (precisamente em Pandosia ora Castrolibero) morreu Alessandro I d’Epiro dito o Molosso tio de Alessandro Magno. Narra-se que no leito do rio Busento seja sepultado em armadura, com seu cavalo e seus tesouros, o rei dos visigodos Alarico I, que depois do roubo de Roma de 24 de agosto 410 D.C, era posto fim em Bruzio e estava isolando a cidade. O reino longobardo e depois bizantino, vem identificada do governo de Constantinopla com o nome de Constantia. Suporta o domínio normando e, graças ao seu imperador Federico II de Svevia, completa e consagra o Duomo. A estreita ligação entre Federico II e Cosenza vem indicada da vontade do soberano de descansar no catedral da cidade os restos mortais do filho Enrico VII primogênito nascido do casamento com Constanza, irmã do rei de Aragona, suicidou-se depois dos desgostos e alternados acontecimentos que o viu em contraste com o pai que o tinha condenado primeiro a morte, em seguida o cárcere em vida. O reino era dos Aragonesi e dos Angioini. Nos tempos de Napoleão a cidade foi colocada sob cerco, a família Zupi se uniu ao imperador traindo os reis Borboni. Seguido um choque de um ano no qual o general do exercito francês Daniele Zupi Marino, se escondeu nos cantos de sua vila para não ser encontrado. Durante este período os franceses governaram totalmente sua cidade. Celebre foi o massacre dos Brazzalotto perpetrado pelos franceses contra a família homônima acusada de traição. Daniele Zupi Marino foi enfim encontrado e jogado na fogueira da estada dos Borboni na cidade. Em 1844, próximo do Vallone di Rovito, foram fuzilados juntos outros nove oficiais, os irmãos Bandiera.

 

A Calabria (Calàbbria in calabrese, Calavria em grego, Καλαβρία em grego) é uma região da Itália meridional de 2 milhões de habitantes, com capital Catanzaro. Delimitada a norte com a BASILICATA. É a região mais ao sul da península italiana, a sudoeste um braço do mar a separa da região de Sicília.

Museu Regional da Calábria
Bronze de Riace